Desunificação do Plano Básico da Bandeprev – Grupos G0, G1, G2 e G9

Estamos iniciando mais uma grande batalha, da qual temos certeza de que sairemos vencedores, como tem acontecido em diversas outras ocasiões. Dessa vez a questão é sobre a separação dos grupos que compõem a nossa Bandeprev. Este assunto vem sendo discutido há alguns anos e temos mostrado sempre nossa posição de que mudança a ser efetuada intempestiva é prejudicial para diversos colegas.

Como todos sabem, a Bandeprev é composta por quatro categorias de participantes – os Grupos G0, G1, G2 e G9 – definidas de acordo com a data de ingresso no Plano Básico. Durante todo esse tempo de existência, funcionou perfeitamente, com administração eficiente e cumprindo rigorosamente seus compromissos financeiros com os assistidos e dependentes.

Agora, a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC), órgão estatal criado com o objetivo de fiscalizar o funcionamento das entidades de previdência complementar privada, toma a decisão de determinar a desunificação das massas do Plano Básico.

A ASFABE entende que a ordem administrativa dada pela PREVIC não tem qualquer valor legal e, por isso, está tomando todas as providências judiciais para fazer com que nossos direitos sejam preservados. Como informamos anteriormente, contratamos um escritório de advocacia, o Maimoni Advogados Associados, com sede em Brasília, para nos defender. Esse escritório é reconhecido em todo o País e já nos defendeu em outras ocasiões, quando obtivemos pleno sucesso.

Portando, queremos tranquilizar todos os nossos associados e dependentes. Estamos vigilantes e certos de que sairemos vitoriosos mais uma vez, porque estamos defendendo o que está dentro da lei.

Vamos permanecer firmes e unidos. Confiem no trabalho dos componentes da Diretoria Executiva, que estão empenhados para lutar com todas as forças. Sabemos que a luta será árdua, mas estamos preparados para a vitória final.