ASFABE entra na justiça contra mais uma arbitrariedade do Banco Santander

O Banco Santander continua tomando decisões arbitrárias e ilegais, dentro de sua política de desmontar nossa Bandeprev. Depois de demitir dois integrantes do Conselho Deliberativo e um do Conselho Fiscal, o Santander designou para substituir um deles um funcionário sem as exigências necessárias para ocupar o cargo. O bancário não é PARTICIPANTE INSCRITO NO PLANO BÁSICO ADMINISTRADO PELA BANDEPREV, requisito que consta no Estatuto em vigor da Bandeprev – § 1º do Artigo 19.

Usando de seu poder, determinou inclusive que o substituto fosse eleito para a presidência do Conselho Fiscal.

De uma só vez, o Santander demitiu sem qualquer justificativa, a não ser a ganância exacerbada e infinita, doze funcionários (dez gerentes e dois caixas). Entre os demitidos, estão Alexandre Veríssimo Vilela, que era presidente do Conselho Deliberativo da Bandeprev, Sérgio José de Lima Lemos, que era presidente do Conselho Fiscal, e Alexandre César Barros de Vasconcelos, que era conselheiro.

DECISÃO – Depois de promover uma reunião com a Diretoria Executiva, a Assessoria Jurídica e contando com a participação de alguns associados advogados, quando foi constatada a total ilegalidade do ato, o presidente Reginaldo Dias decidiu entrar mais uma vez na Justiça, para revogar mais esse abuso. Reginaldo afirmou que a ASFABE vai procurar a Justiça, quantas vezes forem necessárias para impedir essas arbitrariedades do banco patrocinador. “Os banqueiros pensam que vão nos vencer. Eles não sabem que nós, bandepeanos aposentados, somos acostumados a lutar e conquistar vitórias memoráveis. Enquanto estivermos unidos, conseguiremos vencê-los”, afirmou, depois da decisão.

AUTORIZAÇÃO PARA AÇÃO JUDICIAL

Para a ASFABE ingressar com a Ação na Justiça, onde pretende revogar a arbitrariedade do Santander, a Constituição Federal exige que os associados autorizem por escrito. Sendo assim, estamos enviando para todos associados que tenham e-mail em nosso sistema de cadastro, uma cópia da Autorização para que o colega a preencha, assine e devolva (scaneando o documento), e encaminhando para nosso e-mail: asfabe@uol.com.br, até o dia 06/11/2020.

Esse documento é imprescindível para que a Ação seja encaminhada à Justiça.

Não vamos ficar calados e aceitar mais este abuso dos banqueiros do Santander.